OZZY DIZ QUE SÓ SE APOSENTA QUANDO ESTIVER NO CAIXÃO

28 03 2011

Enviado por: Bernardo Marcondes
Fonte: Terra Música

O cantor Ozzy Osbourne, que fará uma turnê de shows pelo Brasil a partir do dia 30 de março, afirmou, em entrevista ao “Fantástico”, que só vai parar de cantar quando morrer. “Vou me aposentar quando estiverem pregando a tampa do meu caixão. Vou cantar até morrer”, disse.

Vocalista e um dos fundadores do Black Sabbath, Ozzy comentou que tem conversado com o guitarrista da antiga banda, Tony Iommi, mas se nega a afirmar um possível retorno. “Não sei, não quero especular. Mas se eles quiserem, eu vou”, afirmou.

Sobre o reality show “The Osbournes”, que se passava dentro da sua casa e o tornou conhecido até para quem não gosta de Heavy Metal, Osbourne contou que não se arrepende, mas que não faria de novo.

O cantor, que gravou uma propaganda com o ídolo adolescente Justin Bieber, tirou um sarro do garoto. “Ele foi legal. Futuro candidato a um desses programas de TV de celebridades tentando largar as drogas”, brincou.

Apesar de admitir cansaço, Ozzy disse, em fevereiro, época em que a entrevista foi gravada, que estava tirando uma folga para chegar na América do Sul com as “baterias recarregadas”.

Confira abaixo o vídeo da entrevista:

Anúncios




PRESIDENTE DA RÚSSIA TOMA CHÁ COM O DEEP PURPLE

25 03 2011

Enviado por: Bernardo Marcondes
Fonte: R7 Notícias

O presidente russo, Dmitri Medvedev, recebeu os músicos da lendária banda inglesa Deep Purple para tomar chá nesta terça-feira, 22 de março, em sua residência em Gorky, nos arredores de Moscou.

Medvedev, de 45 anos, é um notório entusiasta do Rock n’ Roll e foi presenteado com um par de baquetas pela banda, da qual confessou ser fã desde a juventude. Ele falou sobre a paixão pela música e contou à imprensa como foi sua curta carreira de DJ em festas de Rock, antes de entrar para a vida pública.

“Era uma discoteca estranha, porque o estilo musical principal era o Rock pesado”, disse.

O presidente lembrou que, antes de tocar nas festas de sua escola em Leningrado, as músicas escolhidas pelo atual presidente tinham que ser aprovadas pela Komsomol, a juventude do Partido Comunista soviético.

Medvedev mostrou sua coleção de equipamentos musicais e discos para o vocalista do Deep Purple, Ian Gillan, incluindo a coleção completa de álbuns da banda. O baterista Ian Paice, por sua vez, deu de presente para Medvedev um par de baquetas.

O presidente da Rússia mostrou-se comovido pelo encontro e agradeceu os presentes dos seus ídolos de juventude, segundo informações da imprensa russa.

“Quando eu comecei a ouvir Deep Purple, é claro que eu não poderia imaginar que me sentaria com vocês nesta mesa, assim, deste jeito”, comentou.

Em 2008, o presidente russo já havia se encontrado com seus ídolos, antes de chegar à Presidência, durante um concerto da banda na capital Moscou para marcar o aniversário de uma estatal de gás.

Dmitri Medvedev é um notório fã de Rock n’ Roll, já tendo declarado diversas vezes seu entusiasmo por bandas de Heavy Metal, como o Deep Purple e Black Sabbath. O ex-presidente e atual primeiro-minitro da Rússia, Vladmir Putin, por sua vez, já afirmou ser fã do grupo sueco Abba.

Pouco antes, o presidente russo havia se reunido com o secretário da Defesa americano, Robert Gates.





OZZY OSBOURNE MANDA RECADO AOS FÃS BRASILEIROS

25 03 2011

Enviado por: Bernardo Marcondes
Fonte: Território da Música

Prestes a desembarcar no Brasil para uma série de shows, o vocalista e ícone do Heavy Metal Ozzy Osbourne gravou uma mensagem bem humorada em vídeo os fãs brasileiros.

Na mensagem, de apenas 15 segundos, Ozzy diz que está voltando ao Brasil, enumera as cidades pelas quais passará com sua turnê que divulga o mais recente álbum, “Scream”, e passa o recado: “Preparem-se para ficar loucos… Como eu”.





ANUNCIADO DETALHES DA TURNÊ EM TRIBUTO A DIO

24 03 2011

Fonte: Kerrang

Wendy Dio, viúva do velho Ronnie, revelou os detalhes da tour em homenagem ao seu marido, que perdeu a batalha para um câncer em maio do ano passado.

Os antigos membros da banda de Dio – Rudy Sarzo no baixo, Simon Wright na bateria, Craig Goldy na guitarra e Scott Warren nos teclados – se juntarão ao ex-Judas Priest Tim “Ripper” Owens e a Toby Jepson (Little Angels/Gun) para uma excursão pela Europa. A banda se apresentará sob o nome de Dio Disciples (Discípulos de Dio na tradução para o português).

“Nunca haverá outro Ronnie”, diz Wendy, “entretanto queremos manter sua música viva, e esperamos que vocês apóiem a banda e se tornem um dos discípulos de Dio”.

As datas da turnê serão divulgadas em breve.





INJUSTIÇADOS – 3ª EDIÇÃO

3 03 2011

Por: Gabriel Gonçalves

É com grande alegria que percebo que a seção “Injustiçados” tem agradado ao público do blog, que há todo momento sugere bandas para retratarmos aqui. Podem ficar tranqüilos que todas as sugestões são levadas em consideração. Para esta terceira edição da coluna, trouxemos um grupo que, definitivamente, merecia uma melhor sorte. Filhos da idolatrada NWOBHM, o Angel Witch chegou a ser considerada a banda mais promissora do movimento, para depois perder espaço para o Iron Maiden e outras, graças a indas e vindas de integrantes, além do grupo ter acabado e voltado à ativa várias vezes em poucos anos.

Em 1977, o guitarrista e vocalista Kevin Heybourne, o guitarista Rob Downing, o baterista Steve Jones e o baixista Barry Clements formaram o Lucifer, que ficou pouquíssimo tempo na ativa. Logo após a dissolução do Lucifer, Steve Jones se juntou a um iniciante Bruce Dickinson para formar o Speed, enquanto os remanescentes formaram o Angel Witch, com a exceção de Berry, que foi substituído por Kevin Riddles. No lugar de Steve Jones entrou Dave Hogg – e no ano seguinte Rob Downing deixou a banda.

Com a formação estabilizada, a banda passou a compor, sendo sua primeira música a alcançar certo sucesso, a hoje clássica “Baphomet”, que foi incluída na coletânea “Metal for Muthas – Vol. 1”, disco que compilou em 1980 as melhores bandas da NWOBHM. As bandas mais conhecidas presentes no disco, além da Angel Witch, foram o Samsom e o Iron Maiden, o único grupo a ter duas canções no álbum: “Sanctuary” e “Wrathchild”.

“Baphomet”, uma canção com introdução quase Doom a la Sabbath do começo, mas que logo muda para a velocidade que marcou as bandas da NWOBHM, foi a responsável por garantir um contrato da “EMI” para o Angel Witch. Contudo, o contrato logo foi cancelado por dois motivos: o primeiro single lançado pela “EMI”, “Sweet Danger”, não foi muito bem, ficando somente uma semana nas paradas britânicas; e o empresário do Angel Witch (Ken Heybourne, que “por acaso” também era o vocalista e guitarrista da banda) se recusou a entregar a banda para um empresário profissional.

Ainda em 1980, a “Broze Records” contratou o grupo, e eles passaram a trabalhar na gravação do álbum debut, autointitulado, e considerado um dos melhores discos da história da NWOBHM. Apesar disto, a banda começou a desabar, ocasionando a saída de Dave Hogg e de Kevin Riddles para o Tytan. Apesar de Heyboune tentar reformular o Angel Witch com outros integrantes, foi anunciado o fim do grupo, e Heybourne se juntou ao Deep Machine.

Em 1982, Heybourne, o vocalista Roger Marsden e o baterista Ricky Bruce saíram do Deep Machine para montar uma nova formação do Angel Witch, tendo Jerry Cunningham como baixista. Entretanto esta formação durou muito pouco, porque a voz de Marsden não combinava com o estilo da banda, e ele foi demitido, ficando Heybourne novamente com os vocais.

No ano seguinte o Angel Witch encerrou as atividades mais uma vez, e Heybourne se juntou ao Blind Fury, mas em 1984 o Angel Witch foi novamente ressuscitado, desta vez com o retorno de Dave Hogg à bateria, além das entradas de Peter Gordelier e Dave Tattum, baixista e vocalista respectivamente. Esta formação foi a que gravou o segundo álbum da banda, “Screamin’ n’ Bleedin’” , lançado em 1985. Mais uma vez, Dave Hogg deixou a banda, sendo substituído por Spencer Hollman. Vale lembrar que, apesar de baixas vendagens, o Angel Witch tinha uma ótima base de fãs, que protestou bastante contra a saída de Hogg.

Com a nova formação, gravaram seu terceiro álbum, “Front Assault”, que trouxe muito mais elementos melódicos que os discos anteriores. Dave Tattum foi demitido da banda naquele mesmo ano, e por muito tempo a banda funcionou como um trio, culminando, em 1990, com um disco ao vivo intitulado “Live”.

O líder Heybourne decidiu que seria melhor a banda se mudar para os Estados Unidos, mas como os outros integrantes tinham suas vidas estabilizadas na Inglaterra, não toparam a empreitada, o que gerou a encarnação norte-americana do Angel Witch que, além de Heybourne, contava com o baixista Jon Torres, o baterista Tom Hunting e o guitarrista Doug Piercy. Esta formação obteve uma ótima química, e logo eles tinham shows agendados por todo o país mas, como sempre acontecia na carreira do Angel Witch, algo tinha que estragar tudo. Um dia antes do primeiro show da banda, foi descoberto que Heybourne tinha algumas pendências com a imigração, e ele foi preso. Sem o líder do grupo, o Angel Witch se dissolveu.

A banda permaneceu adormecida até o ano 2000, quando após o lançamento da coletânea “Ressurrection”, o Angel Witch resolveu se reunir mais uma vez, contudo, após mais problemas internos, Heybourne chamou novos integrantes e até hoje mantém a banda na ativa. Em 2009, a canção “Angel Witch” fez parte da trilha sonora do game “Brutal Legend”, idealizado e protagonizado pelo ator Jack Black.

De favorito a azarão, a única coisa que permaneceu uniforme no Angel Witch foi sua música. Os três álbuns de estúdio estão aí para quem quiser comprovar a qualidade da banda, com canções como “Free Man” (uma espécie de “Remember Tomorrow”), “Angel Witch”, “Baphomet” e a quase Doom “Waltz the Night”. Corram atrás, porque isto aqui é o começo do que acabou sendo conhecido como a NWOBHM. Não perca tempo!

Discografia:
Angel Witch (1980)
Screamin’ ‘n’ Bleedin’ (1985)
Frontal Assault (1986)
Resurrection (2000)

Angel Witch

Free Man

Baphomet

Waltz The Night





ÁLBUM EM TRIBUTO A DIO TERÁ LINEUP ESTRELAR

2 03 2011

Fonte: New Musical Express

Wendy Galaxiola, conhecida no mundo Metal como Wendy Dio, viúva do velho mestre Ronnie James Dios, anunciou que os artistas que participarão do álbum em tributo ao cantor já estão confirmados. Entre os nomes estão Lemmy, Rob Halford, Alice Cooper, Sebastian Bach e até Dave Grohl.

Segundo Wendy, “o disco provavelmente não sairá neste ano, mas todo mundo já confirmou presença”.

Quanto às músicas, o que se sabe até agora é que Dave Grohl irá cantar uma versão para o clássico “Mob Rules” do Black Sabbath, e que Rob Halford irá cantar em “Long Live Rock n’ Roll”, hino absoluto do Rainbow.





“NÃO HAVERÁ REUNIÃO DO BLACK SABBATH”, DIZ GEEZER BUTLER

16 02 2011

Fonte: Kerrang

Após Ozzy Osbourne ter dito no mês passado que conversas estão em curso com a finalidade de reunir a formação original do Black Sabbath, o baixista Geezer Butler incinerou qualquer possibilidade com relação a isto.

“Eu gostaria de deixar claro, por causa de montes de especulação e boatos, que definitivamente não haverá uma reunião dos quatro membros do Black Sabbath, seja para um novo álbum ou para uma turnê”, falou Geezer numa declaração oficial.

A formação original do Sabbath, que além de Geezer e Ozzy, conta com Tony Iommi na guitarra e Bill Ward na bateria, entrou pela última vez num estúdio em 2001, junto com o produtor Rick Rubin. As sessões de gravação foram encerradas após Ozzy sair para se concentrar na sua carreira solo.