“O QUE ROBERT PLANT ESTÁ FAZENDO?”, PERGUNTA ALICE COOPER

28 01 2011

Fonte: Examiner

O website “Examiner” bateu um papo com o lendário Alice Cooper, que falou sobre a produção do “Welcome to my Nightmare – Part 2”, Led Zeppelin, boxe e muito mais.

Confira a matéria completa, em português, com exclusividade no IMPRENSA ROCKER!

Alice Cooper parou um momento para refletir, durante seu jogo de golf, na última quinta, no torneio “52º Annual Bob Hope Classic”.

E o que ele fez após isto?

Uma noite, bem antes da fama e fortuna chegarem, ele e sua banda estavam tocando uma série de duas noites no “Whiskey a Go Go”, em Hollywood. Eles dividiram o palco com outras duas bandas desconhecidas: Led Zeppelin e Pink Floyd.

E assim vai a história de Alice Cooper, o novo indicado para o “Rock n’ Roll Hall of Fame, ávido jogador de golf, fã de boxe e DJ de um programa independente, que se tornou um dos preferidos em Palm Springs.

“Naquele tempo éramos todos músicos famintos, tentando conseguir um show”, relembra Cooper. “Com o dinheiro que ganhávamos, nós comprávamos comida”.

Cooper, que fez 63 anos na última sexta, disse que o programa “Nights With Alice Cooper” lhe dá a oportunidade de tocar “músicas perdidas”.

“Há tantas ótimas músicas perdidas”, diz Cooper. “Ouça ao rádio hoje em dia; eles estão tocando as mesmas canções dos anos 60. Se você gosta do Led Zeppelin, você irá adorar os Yardbirds. Não há Led Zepplein sem os Yardbirds. Gosto de educar as pessoas com relação ao fato de que há uma ótima música que se perdeu nos anos 60 e 70”.

Cooper chegou ao torneio de golf após uma ocupada temporada no estúdio. Ele está trabalhando no “Welcome to my Nightmare – Part 2”.

“Nós temos o produtor original e três dos caras originais na banda”, diz Cooper. “Muita coisa está voltando para o original, mas o processo de composição é muito mais moderno”.

Cooper ficou perplexo quando soube que Robert Plant confessou que ele pode estar velho demais para tocar as canções do Led Zeppelin.

“Eu subo no palco e digo ‘aumente isso aí’”, disse Cooper. “Nunca me canso de tocar minhas canções”.

O músico ecoa o sentimento dos fãs do Zeppelin.

“Eles estão esperando”, falou Cooper. “O que é tão difícil? Jimmy Page quer fazer, John Paul Jones quer fazer, e eles têm o filho de Bonham, que é um baterista matador. Tudo que eles precisam é de Robert Plant. Mas o que Robert Plant está fazendo? Tocando música Folk! O que ele está fazendo”?

Cooper fez questão de conversar com Sugar Ray Leonard, que estava fazendo sua estréia no torneio de golf.

“Nós falamos sobre a luta com Duran (Nota do Tradutor: uma das lutas de boxe mais famosas da história, Sugar Ray Leonard X Roberto Dúran, na qual Leonard perdeu o título mundial). “Ele me contou que olhou para o outro lado do ringue e viu aquele pitbull lhe fitando, como se fosse comê-lo”.

O “Brawl in Montreal” (N.T.: Brawl in Montreal, em português, fica algo como Briga em Montreal. Foi como a luta ficou conhecida) foi o ponto mais alto da carreira de Dúran.

“O lance de Ray é que ela era rápido e difícil de ser acertado”, diz Cooper. Mas Ray disse que ele era rápido e que batia mais forte do que qualquer um no planeta. Ele batia como um peso-pesado. Quando ele te pegava, machucava”.

De acordo com Cooper, a luta ensinou a Leonard a respeito do lado mental do esporte.

“Ele disse que a luta estava for a dele após o primeiro round”, falou o músico. “Ele disse que ele percebeu que não estava preparado para aquele cara. Na luta seguinte ele lutou de forma diferente”.

Cooper disse que a única luta que ele quer ver é Mayweather X Pacquiao.

“Acho que talvez Mayweather esteja evitando Pacquiao”, diz Cooper. “Não o culpo. Acho que Pacquiao é incrível. Ele derrubou todo mundo”.


Ações

Information

19 responses

28 01 2011
Smeαgol da Conceicαo

Sinceramente, gosto do Alice Cooper… figuraça, frontman sensacional, ótima música e haplabah… mas esse comentáriozinho foi babaca pra kct…
Plant teve acidente, ficou em cadeira de rodas durante mais de 1 ano, (depois que se passa por isso, você nunca mais é o mesmo, não tem a mesma estrutura…), pegou um resfriado que ficou mais de um ano, perdeu o filho, perdeu o melhor amigo, é logico que ele teve muitas experiências ruins durante do Zeppelin. Hoje, com uma carreira efetivamente sólida (mesmo muitos fãs do Zeppelin não gostarem, mas é uma das carreiras solos mais respeitada do Rock, até mesmo pela originalidade), mas ele faz sucesso mesmo com “boringrass” da vida…
Se for analisar superficialmente, qualquer banalidade que Plant fale, todo mundo noticia… só em falar que em breve vai precisar de ajuda para atravessar a rua, todo mundo publica e rende… O que não acontece com Cooper…

O que ele está fazendo? Algo diferente daquilo que ele fez nos anos 70, que ele quer deixar marcado com toda a força que tinha. Respeito a decisão do Plant, deixar o mito guardado…

No show de Londres, para quem viu, a voz do Plant estava impecável (na medida do possivel, sem comparar com gravações de quando tinha 25), mas ele já não estava aguentando ficar em pé, o joelho já estava dobrando…

Uma coisa é você ter a idéia de um Eagles nos anos 70 cantando “Hotel California”, outra coisa é hoje você ouvir um vestigio de Eagles cantando “Hotel California”, e não estamos falando de uma banda com uma força fenomenal de palco… Isso é só um exemplo…

29 01 2011
Gabriel Gonçalves

Olá, Smeagol, rs! Eu concordo com você. Acho que o artista tem que fazer o que acha certo e o que está a fim, mas quanto ao comentário da Tia Alice, não acho que tenha sido “maldoso”. Eles são amigos há décadas, então encarei mais como uma provocação mesmo, sabe? Aquele coisa de chegar pro seu brother e falar, “você não e homem não, porra?”, rs. Miha posição quanto à reunião do Zep é a mesma quanto a do Guns: adoraria que acontecesse, mas se ficar como está, por mim tá ótimo – até porque eu gosto dos disco de Bluegrass com a Alison Krauss e adorei o álbum novo do Band of Joy. Bjão (mandei um bjo pro Smeagol, rsrsrsrsrs – My Precioussss, rsrsrsrs)!

31 01 2011
Smeαgol da Conceicαo

Ahm… foi e não foi maldoso… Cada um sabe onde o sapato aperta, rs, não iria gostar de passar as situações que Plant passou e não querer “reviver” aquilo… E ele, na condição de amigo. Não acho que sejam tanto assim, acredito que a nivel de proximidade o Roger Daltrey ganha, mas sendo do jeito que falou, ele já sabe da situação melhor do que nós…. Também queria ter o que falar, senão o assunto seria somente golf… kkkkkkkkk

Plant no Tennis e Alice e Eddie Van Halen no golf… ai ai ! kkkkkkkkkk

As pessoas não entendem uma coisa: tem que alguém morrer para reunir o LED… Live Aid: milhoes morrendo na Africa. 2007, Ahmet morreu… kkkkkkkkkk
Pena que não aproveitou quando o “chefo” Peter Grant morreu…😀

Quanto ao Bluegrass, eu gosto quando a Krauss não abre o bico… quando abre… G-zuuuisssssssss….
Adoro, “nothing”, adoro!
Adorei a Band of Joy também… Sou suspeita, já comentei aqui que sou defensora voraz da carreira solo dele, então fica dificil… hehehe!

Mas reunião, não sei… não vai rolar no Brasil, então deixa pra lá.. Ai, que egoismo! kuahahaha!

kuahahahah! Para quem não sabe, eu sou mulher, do Rio de Janeiro especificamente… kkkkkk

Beijos!!!!

31 01 2011
Gabriel Gonçalves

Olá, Smeagol! Ri muito quando você disse que tem que morrer alguém pro led se reunir, rsrsrsrs. Eu mantenho minha posição: acho que o artista faz o que bem entender. Não acho que o Plant seja um babaca por não querer se reunir com o Zep, mas se rolasse iria achar sensacional. Bjão!

29 01 2011
Marcos Gonçalves

Gostei do comentário odo tia Alice. Parece até o Marcelo Nova falando, eheheh. Mas o que o Smeagal disse aí faz sentido também. Pô, mais legal de tudo foi o papo de boxe. Nem sabia que o Sugar Ray Leonard ainda era vivo e que muito menos jogava golf com Alice Cooper, kkkkkkkk. Imprensa Rocker é cultura!!!!!!!!!! Vou dar uma olhada nessas lutas clássicas. Hoje o boxe tá bizarro, parace que foi substituído pelo Vale Tudo, que é mais organizado e menos “arranjado”.

29 01 2011
Gabriel Gonçalves

rsrs… Eu ri pra caramba também, Marquêra, eo ver que Sugar Ray jogava golf com Alice Cooper, rs. Abração, meu velho!

30 01 2011
Mick

Sobre o Plant, a única coisa que eu não curti foi que ele está de saco cheio dos fãs pedindo… Mas o cara continua sendo aqueles heróis com um posters minha na parede, rs.
Eu também concordo com o / a Smeagol, o Plant não dá mais conta (em questões físicas, claro) pra assumir posto de frontman do Led. Imagino que os fãs mais novos (eu /troll) querem um plant igual ao do Madison Square ou do Earl Court.

O loco, a tia Alice joga GOLFE?! xD

30 01 2011
Gabriel Gonçalves

Fala, Mick! Cara, eu não sei se a questão do Robert Plant não querer voltar seja física. Para mim, ele deu esta desculpa, mas a verdade é que ele não tá a fim mesmo. Se Coverdale, Ian Gillan, Paul McCartney, Paul Stanley, Paul Rodgers e Alice Cooper ainda conseguem, por que ele não conseguiria? Eu acho que o artista tem que fazer o que ele quiser, mas esta desculpa do problema físico para mim não cola. Abração, meu velho!

30 01 2011
Mick

Sim, realmente… Uma pena. Um show deles, mesmo eu não indo, ia ser uma coisa que adoraria ver (ou, no caso, ouvir falar xD).

31 01 2011
Gabriel Gonçalves

É verdade, Mick! Seria um sonho poder ver Plant, Page e Jones reunidos em cim de um palco, mas parace que nao vai rolar mesmo, a não ser que alguém consiga convencer o Plant. Abração!

31 01 2011
Smeαgol da Conceicαo

“Fio”,
Eu não sou Robert Plant, mas até eu estou de saco cheio de pedirem a reunião do Zeppelin…😀

Pior de tudo é Jimmy Page prometendo música nova desde 2005 e não rolar nada! Adoro Jimmy, mas isso é sem condições! Isso sim estou de saco cheio… Ah ta… Chad Smith disse que ele tem musica nova, tá… o empresário do RHCP é o mesmo do Jimmy… rs. Pelo menos, Plant foi sincero e sempre disse não e não, pronto, acabou… não alimentou esperanças de ninguem… isso sim, é “phoda”… rs

Uma coisa é fazer show descompromissado, com a Band of Joy, com a Krauss, em que ele é a atração principal e ele já sabia que estava todo mundo babando para ver ele e se ele tocasse 30s de Black Dog já estava todo mundo no lucro… Numa reunião do Zepp, a cobrança existe e é feroz… é o mundo dizendo “você tem que fazer tão perfeito quanto Earls Court, Seattle 77 ou Alemanha 80… Ou mesmo Madison Square Garden…

O que a gente vê são sobras de Purple ou Whitesnake. Triste, mas verdade…

OBS: Singelo Gabriel,😀, nenhum desses que você citou ficou um ano em cadeira de rodas e, esteve em vias de ficar definitivamente paraplégico. Não é puxasaquismo, mas ser sensivel a uma situação muito delicada… O maximo que deve ter acontecido a eles foi beber umas pingas antes de subir ao palco e 5 músicas depois cair de lá… kuahahahah!

31 01 2011
Gabriel Gonçalves

Concordo com você que já está enchendo o saco esta clamação pública por uma reunião, mas não vou mentir que, se rolasse, eu acharia genial. Entretanto discordo que o que se vê são sobras do Purple e Whitesnake – é lógico que nem Gillan nem Coverdale conseguem cantar no tom que cantavam mas, para mim, isto não quer dizer muita coisa. O corpo muda, então você se adapta às limitações da voz – aliás, como Plant fez tão bem. Ainda acho que Plant tem condições físicas, só falta vontade. Pô, o batera do Def Leppard perdeu um braço, reaprendeu a tocar bateria, fez algumas adaptações no instrumento, e está aí tocando como nunca. Não acho que Plant – nem ninguem no Zep – aguentaria uma turnê gigantesca de dois anos, tocando dia sim e dia não. Mas um showzinho aqui e ali, acho que não pesaria tanto. Bjão, Smeagol!
Ps: Já fui aí no Rio três vezes (em 2006 para o show dos Stones em Copacabana, em 2008 para o show de Johnny Rivers no “Canecão” e novamente em 2008 para o show de Chuck Berry no “Vivo Rio”) e adorei a cidade. Realmente é a cidade maravilhosa!

31 01 2011
Smeαgol da Conceicαo

Para quem não sabe.. a Tia Alice foi “baby sitter” por diversas vezes do Keanu Reeves… O Neo de Matrix… Então, jogar golf é o menor dos detalhes…

OBS: A mãe de Keanu fazia roupas para o cidadãos do Rock tipo Alice, Bowie, etc… Mas só a Tia Alice se sujeitava a esse papel! heheheh

Bjos.

31 01 2011
Gabriel Gonçalves

rsrsrsrsrsr… Desta eu não sabia. Imagina as brincadeiras do Alice com o pequeno Reeves! Deve ter sido surreal. Bjão!

31 01 2011
Smeαgol da Conceicαo

“Durante o tempo que morei na casa de Patricia Taylor (alguns a chamam de Patric, Keanu não se assustava com os tipos estranhos que andavam por sua casa, adorava ver os ensaios da banda e ficava batendo as maõzinhas no baixo para ouvir o som, muitas vezes juntava-me a Keanu para assustar a empregada, em quem jogavamos vômito falso.” [carece de fontes]
– Alice Cooper, um dos amigos da mãe de Keanu Reeves, falando do tempo em que morou em casa de Patricia, enquanto Keanu ainda era criança”.

Nesse caso, ele era uma “baby sitter” forçado. heheheh!

Bjos!

OBS; Que bom que gostou daqui do Rio…😀

31 01 2011
Gabriel Gonçalves

rsrsrs… Que figura! Pô, imagine o Alice Cooper como babá? Fiquei com com inveja do Keanu Reeves agora, rs. Bjão!

2 02 2011
MARCUS RÓS MOREIRA

Interessante, tudo que se fala de LED rende mesmo.
E como rende…………….rs
Acredito que nossos idolos nunca morrerão para nós e é mais ou menos como alguem disse sobre “sobras” das bandas que ainda estão tentando……………
Alguem lembra em 1995 quando houve O EVENTO onde Plant/Page tocaram no Hollywood Rock? Tive a gratissima felicidade de estar lá (e na verdade até hoje ainda não acredito que estava lá mesmo) e quem viu lembra do PAGE literalmente derretendo…………………. com o calor…………………rs
Acho que um showzinho a cada ano já é muito pra eles………………
Abraços

2 02 2011
Gabriel Gonçalves

Fala, Marcus! Cara, que sorte você ter estado naquele show. Infelizmente não havia possibilidade de eu ir – meu primeiro show grande, fora da Bahia (onde eu morava) foi três anos depois deste show do Page/Plant. Mas eu ainda acho que condições físicas eles têm sim de tocar, mas é lógico que não seria uma turnê como a do Iron, mas uns 5 ou 6 shows por mês já estaria de bom tamanho, rs. Abração, cara!

2 02 2011
Smeαgol da Conceicαo

Retificando… Page/Plant foi em janeiro de 1996.
Plant veio dois anos antes, janeiro/1994, retornou com Page (no Rio) em novembro de 1996 (Unledded in Ipanema) e finalmente em janeiro de 1996.
Fui!🙂

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: