IRON MAIDEN: BIOGRAFIA NÃO AUTORIZADA SAI NO BRASIL

8 12 2010

Enviado por: Bernardo Marcondes
Fonte: Guitar Player

Chega esta semana ao Brasil o livro “Iron Maiden – 30 Anos da Besta”, via “Beast Books”. Escrita pelo jornalista inglês Paul Stenning, a obra é uma biografia não autorizada sobre o sexteto britânico de Heavy Metal.

A trajetória do grupo é revirada desde seu surgimento, em 1976, até o ano de 2006. O autor aborda temas marcantes, mudanças de formação, gravação dos álbuns, entre outras coisas. Também estão nas páginas depoimentos de membros e ex-membros, além de pessoas ligadas à banda.

A venda de “Iron Maiden – 30 Anos da Besta” começa nesta sexta-feira, 10 de dezembro, nas grandes livrarias, na Galeria do Rock (São Paulo) e também pelo site criado especialmente para a biografia.


Ações

Information

22 responses

9 12 2010
Gustavo Cavalcante

se alguém conseguir comprar o livro, q escreva as nelhores partes aqui
no blog pra nós ler-mos, ok, rs. Tchau!

9 12 2010
Gabriel Gonçalves

rs… Que é isso, Gustavão? Compra o livro é lê, meu velho. Aproveita o natal e pede de presente. Abração, meu velho!

9 12 2010
Roberto A

parece ok o livro. comprei 50 anos a mil, do lobão, e vida do keith, na semana passada, e estão na fila prioritária pra leitura. fechei com bios a muito tempo.
abraxx.

9 12 2010
Gabriel Gonçalves

Fala, Roberto! Também adoro ler biografias. A do Keith acho que vou me dar de natal, rsrsrsrs. Esta do Lobão também deve ser sensacional. Indico a do Ozzy (Eu Sou Ozzy), a do Clapton, a do Tim Maia (“Vale Tudo”, escrita pelo Nelson Motta)… Abração, meu velho!

9 12 2010
Helton

Vou comprar o meu hahaha

9 12 2010
Gabriel Gonçalves

Somos dois, Heltão! Meu mal é que não consigo ler moderadamente, aí termino a porcaria do livro muito rápido e fico sem nada pra ler, rs. Abração, cara!

9 12 2010
Roberto A

Do Clapton tenho. maneira. tenho também a do Kurt, a do Roberto Carlos que foi recolhida das lojas, a do RPM, entre outras. aguardo ansiosamente pela do Mustaine, do Duff e do Scott. tinha a do Slash, mas num acidente perdi, comprarei de novo.

9 12 2010
Gabriel Gonçalves

Fala, Roberto! tenho o do Kurt também e li o de Roberto Carlos, que é sensacional (inclusive não é só uma bio de RC, mas da MPB). Abração, cara!

9 12 2010
Roberto A

Agora esta você vai pirar!
tenho também o journals, que reproduz os diários do kurt. lance raro, creio eu…
ah! outro que infelizmente não saiu traduzido é o do Layne Staley…

10 12 2010
Gabriel Gonçalves

Caramba… Esses dos diários do Kurt deve ser demais! Abração!

9 12 2010
Marcos Gonçalves

Já li muita coisa dos Beatles e a do Clapton também gosto muito. A do Tim Maia e a do Kurt parei na metade. A do Slash é boa. Adoro é aquele livro Mate-me por Favor – A História do Punk – montado com as falas do punks históricos. Por falar nas biografias, vi um programa na VH1, Behind The Music, sobre a Courtney Love. Adorei. Pegou desde o início do Nirvana até os atuais 40 anos da Love. A mulher detona. Pode ser muito doida e pode ter feito muito merda, mas também teve muita sacanagem contra ela. Aquela coisa de dizerem que ela providenciou a morte do Kurt é o cúmulo. E o Hole é legal mas não é uma banda que eu pararia para ouvir os 3 discos inteiros. Mas tem alguma coisa naquele que me prende os sentidos, acho que é uma nostalgia dos anos 90. Ninguém melhor que ela e que o próprio Kurt para encarnar o espírito daqueles anos. Os dois eram verdadeiros rockers!!

10 12 2010
Gabriel Gonçalves

Fala, Marquêra! Courtney e Kurt realmente são a cara dos anos 90. Quanto ao Behind the Music, não assisti, mas vou ficar ligado aqui na VH1. Abração, meu velho!

9 02 2011
Samir Bilro

Realmente, a biografia do Lobão é do caralho! Li as 100 primeiras páginas lá na livraria sisciliana, vi a hora me espulsarem de lá, hehehe! A do Kurt eu “tenho” também. Emprestei e ate agora não me devolveram. Também é muito boa. A do Roberto peguei emprestado. Assim como Verdade Tropical do Caetano, só que essa não é uma bio muito convencional. Tem aquele estilo “Caetano Veloso de ser” Sou fã de biografias. Inclusive Cinebiografias. The Doors tem seus momentos, mas é um tanto sensacionalista. Inspirado no livro “No one here gets our alives” de Jerry Hopkins e Danny Sugerman que inclusive tenho a cópia. Shine (brilhante) com geoffrey Rush é muito massa, Amadeus talves seja o melhor filme p mim sobre um músico/compositor. Voltando aos livros, tem uma sobre os mutantes bem bacana que eu li, mas não me recordo o título. Assim como uma do rock nacional dos anos 80. Logicamente o Anthology dos Beatles eu também saquei e é muito legal (Só faltou coragem p corprar, rs). Pelo menos tenho os dvds. Agora cinebiografias fodonas independente de serem de artistas, tem várias: touro indomável, meu pé esquerdo, Ed Wood, uma mente brilhante também é legalzinho… independente de serem um pouco romanceadas, me refiro a relevância artística. Um que ainda não ví foi o Ghandi. Bem me empolguei um pouco! Quando se trata de música e cinema dá nisso, rs. Abraço, Gabriel!

9 02 2011
Gabriel Gonçalves

Fala, Samir! Também sou um fã de biografias e cinebiografias. “Amadeus” é sensacional – Mozart foi o primeiro rockstar da história, no sentido de saber que era fodão e aproveitar isso para se divertir, rs. O livro sobre Rock nacional dos anos 80 que você fala é o “BRock – O Rock Nacional dos Anos 80”, de Arthur Dapieve? Eu tenho este, e é muito bom mesmo. Tem um filme bem legal també, que fala sobre a vida do Chico Mendes, e quem o interpreta é o Raúl Julia – acho que o filme se chama “Amazônia em Chamas”. Muito bom também. Abração, meu velho!

9 02 2011
SAMIR ALEXSANDRO DE ALMEIDA

Exatamente! Claro que o filme é baseado num romance de Peter Shaffer (acho q é esse o nome) e não corresponde exatamente com os fatos reais, (assim como quase todos os filmes) mas a direção de Milos forman é perfeita, assim como as interpretações. O livro dos anos 80 é esse sim, que tem uma foto antológica da Paula Toler, hehehe! O filme de Chico Mendes se não me engano foi o último do Júlia, ou foi o horrendo street figher com o Van Damme? De toda forma vou procurá-lo. Valeu Gabriel, Abraço!

9 02 2011
Gabriel Gonçalves

Fala, Samir! Foto famosíssima aquela da Paula Toller, rs. O filme sobre o Chico Mendes é o penúltimo do Raúl Julia – um pouco antes dele fazer o “Street Fighter” – que é bizarro mesmo. Abração, cara!

10 02 2011
Samir Bilro

Oi Gabriel! postei com dois sobrenomes diferentes. Me atrapalhei. É porque Bilro é o sobrenome de minha mãe e eu o utilizo quando me apresento. Sou músico aqui em Natal/Rn, tenho um cd com minhas composições gravado por um projeto de lei de incentivo a cultura, e uma banda de pop-rock que toca na noite (ou de dia se alguém quiser, rs), anos 60, 70, e 80. no you tube tem 3 videos meio toscos, filmados por celular. Se quiser dar uma sacada é thejetson100. Valeu bro!

10 02 2011
Gabriel Gonçalves

Opa… Fala, Samir! Legal, cara. Vou dar uma checada no youtube, sim. E quanto ao seu trabalho autoral, tem algum myspace onde a gente possa dar uma olhada? Bem interessante que você gravou um álbum através de um projeto de incentivo á cultura – pode contar um pouco mais sobre isso? Abração, cara!

10 02 2011
SAMIR BILRO

Oi Gabriel. Foi o seguite: existe um órgão aqui no RN que recebe verba do governo chamado “Fundação José Augusto”. Eles abriram um edital chamado “prêmio Núbia Lafayete” que contemplava 40 trabalhos inéditos em 3 categorias diferentes para gravar um cd demo. Me inscrevi e fiquei com uma das vagas. Me disponibilizaram 4.600 Reais para custear as horas em qualquer estúdio proffisional de Natal. Logicamente foi um tanto complicado, porque os caras que estão a frente dos canais de cultura daqui são uns paspalhos. Por exemplo: elaboraram o editam com o dinheiro para o estúdio e não pensaram no cachê dos músicos. Tive que fazer um acordo com o estúdio para correr tudo bem. O cd não ficou uma maravilha, mas ficou digno, dá uma idéia do que é o meu trabalho. Essa foi uma entre tantas burradas que esses sujeitos que lidam com nosso dinheiro, cometem. Bem, de toda forma, eu que sou um liso e desconhecido na cidade como artista, tive essa oportunidade de registrar meu trabalho em cd. Agora enquanto ao my space, não sei como funciona. Sou um sugeito muito descansado (pra não dizer preguiçoso). Se vc puder me dar uma direção quanto a isso eu agradeço. Tem um blog chamado “diário do tempo” com uma crítica sobre os cds do projeto. E o cara colocou o meu trabalho como destaque dos 14 primeiros lançados. vc põe no google “samir bilro” que já aparece. valeu? Abraço!

10 02 2011
Gabriel Gonçalves

Fala, Samir! Legal, cara, que bom que você tenha conseguido este registro. Acabei de ler o texto do Sérgo Villar sobre seu traalho, e fiquei bem curioso, meu velho. O lance do myspace é o seguinte: ele é uma espécie de orkut de músicos. Vc faz o seu perfil, disponibiliza as músicas para a galera escutar, cooca fotos, adiciona outros artistas como amigos – e desta forma poder trocar uma figurinha com outros profissionais da área, etc. Não tem mistério nenhum. O endereço é o http://www.myspace.com. basta acessar e criar seu perfil – é totalmente gratuito. É uma boa forma de divulgar o trabalho. Abração, meu velho!

10 02 2011
Samir Bilro

E aí Gabriel! Vou providenciar. quando montar o lance direitinho te dou o toque. Alertando que não é um disco de rock, mas é fruto de variadas influências onde o rock está incluído. Se você procurar pela música “o bicho” poesia de Manuel Bandeira” musicada por Esso Alencar, eu toquei guitarra nessa faixa. Inclusive Esso foi contemplado pelo projeto Pixinguinha, qque abrange todo o Brasil e escolhe 2 artistas por estado. Eu toquei guitarra em duas faixas desse cd: As mulheres e a 1ª faixa (deu branco). o nome do cd chama-se Alma de poeta. O bicho não entrou por razões legais, não foi liberada a letra. Mas creio q dê p baixar p internet. O esso tem um trabalho autoral interessante. Antes ele gravou o independente “Bossta nova” Ele tem um blog chamado Sítio do Esso. Perdi um pouco o contato com o cara, mas continuo o admirando. Valeu camarada, abração!

10 02 2011
Gabriel Gonçalves

Beleza, Samir! Quando fizer o perfil no myspace, dá uma avisada, meu velho. Fiquei bem curioso para escutar seu trabalho. Abração, meu velho!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: