O DIA DE HOJE NA MÚSICA: 29 DE OUTUBRO

29 10 2010

Fonte: This day in music

Nasceram na data de hoje:
1944: Denny Laine (The Moody Blues)
1946: Peter Green (Fleetwood Mac)
1948: Ricky Reynolds (Black Oak Arkansas)
1955: Kevin DuBrow (Quiet Riot)
1955: Roger O’Donnell (The Cure)

Em 1962, os Beatles fizeram sua segunda aparição no programa “People and Places” da emisora “Granada TV”. Filmado em Manchester, a banda tocou duas canções no programa: “Love Me Do” e “A Taste of Honey”.

Em 1963, os Everly Brothers, Little Richard, Bo Diddley, Mickey Most, Rolling Stones, Julie Grant e o The Flintstones se apresentaram no “Goumont Theatre”, em St Albans, Inglaterra.
 
Em 1965, os Rolling Stones iniciaram sua quarta turnê norte-americana no “Fórum”, em Montreal, Canadá. A turnê totalizava 37 datas.

Em 1967, o Cream fez dois shows no “Saville Theatre”, em Londres, intitulados “Sundays at The Saville”. Os Bee Gees foram a atração da semana seguinte.

Em 1971, Duane Almann, do Almann Brothers Band, morreu ao perder controle de sua motocicleta numa rua de Macon, na Geórgia, enquanto tentava desviar de um trator-reboque. Eles faria 25 anos três semanas depois.

Em 1977, uma empresa belga de serviço de viagens enviou uma notificação contra os Sex Pistols, alegando que a capa do single “Holidys in The Sun” infringia os direitos autorais de um de seus panfletos.

Em 1983, o single “Islands in The Stream” deu a Dolly Parton e Kenny Rogers o nº 1 nas paradas norte-americanas. A canção foi escrita pelos Bee Gees e foi co-produzida por Barry Gibb.

Em 1983, o álbum “Dark Side of The Moon” do Pink Floyd marcou sua 491ª semana nas paradas norte-americanas da Billboard, ultrapassando o recorde anterior, “Johnny’s Greatest Hits” de Johnny Mathis. Quando o álbum finalmente saiu das paradas, em outubro de 1988, “Dark Side of The Moon” cravou o recorde de ter ficado 741 semanas nas paradas.

Em 1984, o baterista norte-americano Wells Kelly, que tocou no Orleans e no Meat Loaf, morreu aos 45 anos, após sufocar no próprio vômito. Kelly participou dos dois singles do Orleans em 1976, “Still The One” e “Dance With Me”.

Em 1987, “Decades”, a primeira exbição de arte do guitarrista dos Rolling Stones, Ron Wood, foi inaugurada em Londres, apresentando pinturas de amigos e rockstars dos últimos 20 anos.

Em 1987, David Bowie fez o primeiro show de sua turnê australiana e neozelandesa, que totalizava 15 datas, no “Boondall Entertainment Centre”, em Brisbane. 

Em 1988, o Dire Straits conseguiu seu quarto single nº 1 no Reino Unido, com “Money For Nothing”. 

Em 1991, o Conselho Municipal de Memphis nomeou a estrada interestadual 55, que passa por Jackson, de “The B.B. King Freeway”.

Em 1996, a banda The Stone Roses, de Manchester, se separou. O vocalista Ian Brown disse: “Após passar os últimos 10 anos na indústria mais podre do universo, é um prazer anunciar o fim do Stone Roses”.

Em 2001, O U2 se apresentou pela pimeira vez no “The Late Show With David Letterman”, ao vivo de Nova Iorque.

Em 2005, um conjunto de cabeças dos Beatles da época do “Sgt. Peppers” feitas em cera, foi vendido por £81.500. As “Pepperheads” foram leiloadas logo após terem sido descobertas num depósito do “Madame Tussauds”, em Londres. Elas foram usadas em 1967 pelo artista Sir Peter Blake no cenário da capa do álbum “Sgt. Peppers Lonely Heart’s Club Band”, sendo que os Beatles verdadeiros pousaram na frente do cenário.   

Em 2007, “Walk The Line”, o filme sobre a vida do cantor Johnny Cash, foi votado a melhor cinebiografia musical. O filme estrelava Joaquin Phoenix and Reese Whiterspoon como Cash e sua esposa June Carter, e venceu o prêmio de melhor atriz no Oscar de 2006. “Walk The Line” foi seguido por “8 Mile” sobre o rapper Eminem, “Amadeus” sobre Mozart e “Ray”, estralado por Jamie Foxx e que fala sobre Ray Charles, em quarto lugar. O filme mais recente que figurou entre os 10 melhores na votação foi “Control”, sobre o Joy Division.

Em 2009, a revista “Forbes” noticiou que Michael Jackson havia feito US$ 72 milhões desde sua morte em 6 de junho. O número foi bom o bastante para figurar na terceira colocação no ranking anual de celebridades mortas mais lucrativas. O designer de moda, Yves Saint Laurent, veio em primeiro com US$ 350 milhões, os compositores Richard Rodgers e Oscar Hammerstein ficara em segundo com US$ 235 milhões e Elvis Presley ficou em quarto, ganhando US$ 55 milhões.


Ações

Information

2 responses

31 10 2010
31 10 2010
Gabriel Gonçalves

Fico feliz que tenha gostado do post, Hannah. Abração!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: