O DIA DE HOJE NA MÚSICA: 18 DE OUTUBRO

18 10 2010

Fonte: This Day in Music

Começa hoje mais um quadro fixo no IMPRENSA ROCKER. Trata-se do “O DIA DE HOJE NA MÚSICA”, que irá mostrar diariamente os grandes acontecimentos na história da música, na data em questão.

Sem mais demoras, confiram a estréia do “O DIA DE HOJE NA MÚSICA”!

Nasceram na data de hoje:
1926: Chuck Berry
1947: Laura Nyro
1949: Joe Egan (Stealers Wheel)
1977: Simon Rix (Kaiser Chiefs)

Em 1956, Elvis Presley, com 21 anos, parou num posto de gasolina em Memphis e atraiu uma pequena multidão de fãs em busca de autógrafos. Após pedir repetidamente que Elvis saísse do posto para que pudesse continuar os negócios, o gerente Ed Hopper deu um tapa na cabeça de Elvis, que revidou com um soco no rosto do gerente. O funcionário do posto, Aubrey Brown, tentou ajudar seu chefe, mas não foi um rival à altura de Presley. Depois que a polícia foi chamada, Hopper e Brown foram acusados por agressão e receberam uma multa de 25 e 15 dólares, respectivamente.

Em 1957, Paul McCartney fez sua primeira apresentação com o The Quarry Men (banda liderada por John Lennon e embrião dos Beatles) no “New Clubmoor Hall” em Liverpool. O line up da banda era John Lennon, Paul McCartney, Eric Griffiths, Colin Hanton e Len Garry. Paul mostrou a John algumas canções que havia composto, e John contribuiu em algumas partes, fato que marcou o nascimento da parceria de composição entre Lennon e McCartney.

Em 1966, O Jimi Hendrix Experience fez seu primeiro show como banda de abertura do pop star francês, Johnny Hallyday, no “Olympia”, em Paris.

Em 1979, o The Buggles alcançou a primeira posição nas paradas inglesas de singles com “Video Killed The Radio Star”. O grupo era uma banda de estúdio, que contava com o produto Trevor Horn em seu line up. O clip para a música ficou famoso por ter sido o primeiro vídeo mostrado na MTV.

Em 1986, Huey Lewis and The News atingiram a primeira posição nas paradas norte americanas de álbuns com “Fore!”.

Em 2002, após uma batalha judicial de 15 anos, a suprema corte do Estado de Nova Iorque concluiu que a banda The Ronettes não tinha direito de receberem parte do dinheiro arrecadado por seu produtor, Phil Spector, através do uso das canções do grupo em filmes, televisão e propagandas. Citando um contrato que a banda assinou em 1963, a corte também reduziu substancialmente a quantia que a banda avaliou ter direito em royalties de vendas de discos e CD’s.

Em 2005, uma fotografia de um John Lennon nu, tirada no seu último dia de vida, foi escolhida como a melhor capa de revista dos últimos 40 anos. A imagem, capa da revista “Rolling Stone”, que foi fotografada por Annie Leibovitz e que mostrava Lennon agarrado em Yoko Ono, foi escolhida por editores, artistas e designers.

Anúncios

Ações

Information

2 responses

20 10 2010
Marcos Gonçalves

Massa essa coluna, meu velho. O soco do Elvis foi bem legal, deve ter deixado as mocinhas da época com as canelas trêmulas. O caso das Ronettes também é muito curioso: aquela musica Be My Baby é uma das minhas favoritas de todos os tempos (e é motivo de obcessão para o Brian Wilson, segundo o próprio). Mas a foto do John ganha, muito bacana. Mas é mórbido saber que foi tirada em seu último dia de vida. Que merd@ de morte fútil e que prejuízo causou!

21 10 2010
Gabriel Gonçalves

Fala, Marquêra! É bem legal mesmo saber estas coisas que aconteceram… Foda mesmo o lance da foto de John. Foi uma morte estúpida mesmo. Imagina as coisas que ele teria feito se continuasse vivo? Abração, meu velho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: