REVIEW DVD: THE STORY OF ANVIL

7 10 2010

Em meados dos anos 70 um grupo de adolescentes canadenses resolveu montar uma banda e, liderada pelo guitarrista e vocalista Steve “Lips” Kudlow e pelo baterista Robb Reiner, lançaram seu primeiro álbum, de forma independente, em 1981. O álbum se chamava “Hard & Heavy” e apresentava um som que combinava perfeitamente com o título.

Na primeira metade dos anos 80, o Anvil era uma das grandes bandas de Metal do mundo, tendo participado de festivais junto com Scorpions e Bon Jovi, mas quis o destino que a banda não conseguisse ascender a um nível mais alto, com relação à fama. Após mais de 30 anos desde sua formação, Lips e Reiner ainda estão a frente da banda, lutando para conseguir seu lugar ao sol.

O destino do Anvil começou a mudar quando, em 2008, Sacha Gervasi, roteirista de Hollywood – é dele o roteiro do filme “O Terminal”, com Tom Hanks – e maior fã do Anvil em Londres nos anos 80, descobriu que a banda ainda estava na ativa, lançando álbuns regularmente e buscando o merecido sucesso. Gervasi imaginou que a luta do Anvil daria um grande documentário e assim fez o convite à banda, que topou o desafio.

O filme começa com cenas da apresentação da banda no “Super Rock Festival”, que reuniu o Anvil, Bon Jovi, Scorpions e Whistenake no mesmo palco, e as legendas não tardam a avisar: “Todas as bandas do festival acabaram vendendo milhões de álbuns, menos uma”. E a partir daí o telespectador mergulha nas vidas de Lips e Reiner, com depoimentos de familiares e rockstars que confessam serem influenciados pelo Anvil, como Lars Ulrich, Slash, Tom Araya, Lemmy e Scott Ian.

O filme, com 81 minutos de duração, é uma das maiores provas de fé, perseverança, honestidade, luta e amor que já pôde ser testemunhado na indústria musical. Apesar de ser uma banda veterana, com aura cult, o Anvil luta por sua sobrevivência, sendo enganados por donos de clubes, recusados por gravadoras, vítimas de perrengues absurdos e ainda assim seguem em frente, como um rolo compressor.

A dedicação e amizade entre Lips e Reiner – amigos desde os 14 anos – é uma das coisas mais tocantes já vista em uma tela de TV. Ao longo do filme eles brigam, choram, riem, compartilham grandes momentos – a cena em que eles estão no Japão, no fim do filme, é de arrepiar – e lutam para manter a banda unida – os dois mantinham empregos “normais”, paralelamente à banda.

O mais legal de tudo é que o documentário, lançado no ano passado, foi muito elogiado e a banda finalmente conseguiu o sucesso – muito merecido, por sinal – que buscavam. Por isso, no parágrafo anterior usei o verbo “manter” no passado. Depois da explosão do documentário, Lips e Reiner agora comseguem viver através da banda e não precisam mais ter trabalhos paralelos.

Infelizmente, o DVD ainda não foi lançado nacionalmente e as versões importadas não têm legendas em português, entretanto não é difícil encontrar o filme e a legenda e português para download.

Não perca tempo e corra para assistir não só a história de uma banda de Metal, mas a história de uma amizade absolutamente verdadeira e honesta.

Simplesmente emocionante!

Anúncios

Ações

Information

2 responses

8 10 2010
Marcos Gonçalves

Legal Gabera! A proposito, você sabe onde encontrar o documentário dos Paralamas e dos Titãs?

9 10 2010
Gabriel Gonçalves

Fala, Marquêra! Do Paralamas eu não sei, mas o do Titãs eu tenho aí em casa. Se quiser, passa lá e pode pegar, meu velho. Abração!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: