“STEVE HARRIS ME PEDIU DESCULPAS POR BRUCE”, DIZ OZZY

29 07 2010

Fonte: The Quietus

Ozzy Osbourne foi entrevistado por Joel McIver para o site “The Quietus” e, numa conversa franca, o Madman falou sobre Gus G, Tony Iommi, novo disco, o incidente com o Iron Maiden no “Ozzfest” de 2005, e muito mais.

Confira a entrevista completa, em português, com exclusividade no Imprensa Rocker!

O Heavy Metal irá mudar drasticamente nos próximos cinco ou dez anos. No momento o topo do gênero está ocupado por uma porção de bandas veteranas, que já passaram do seus anos dourados e agora brilham numa merecida respeitabilidade. Iron Maiden, Mettalica, Judas Priest, Motorhead, Black Sabbath e seu vocalista – por um tempo – Ozzy Osbourne estão todos entre o fim dos 40 e meio dos 60 anos de idade, e é um genuíno privilégio estes dinossauros ainda estarem por aí, após todos estes anos.

Quando se forem, não haverão substitutos, e este é o motivo de entrevistas como esta serem um verdadeiro tesouro. Contemple como Ozzy Osbourne – que tem um álbum, um livro, uma nova banda e uma turnê sobre o que falar – fala o que tem que falar, mais uma vez.

Você está satisfeito com seu novo álbum, “Scream”?
Ozzy Osbourne: Estou, sim. As pessoas dizem que ele é Progressivo, diferente; dizem que é muito produzido ou dizem que adoraram – nunca entrei num estúdio pensando “tive uma ótima e bem sucedida carreira, então vou fazer uma merda de disco para variar”. Tem uma faixa no álbum que eu adoro, chamada “Life Won’t Wait”, com um tipo de vibração diferente – é um som bem interessante.

Seu novo guitarrista, Gus G, está se adaptando bem?
Ozzy: Com certeza. Ele é maravilhoso. É sempre duro quando estou com um novo guitarrista. O que eu sempre digo é que não houve nada com Zakk (Wylde, que foi substituído por Gus G). O que rolou foi que chegou a hora de eu conseguir um substituo permanente, porque Zakk não precisava mais de mim. Zakk tem o Black Label Society e está indo muito bem: fizemos alguns shows na Europa quando estava por lá e foi muito divertido.

Esta situação com Gus é parecida com o que aconteceu quando você trouxe Randy Rhoads em 1980? Você tirar um desconhecido mas talentoso cara de uma relativa obscuridade…
Ozzy: Se eu contrato um cara que já tem nome, então tenho que lidar com a porra de seu ego. Eu gosto de ter pessoas que estão famintas por isto, e não gente como Ritchie Blackmore ou outro que seja reconhecido como grande guitarrista.

Sua auto-biografia, “I am Ozzy”, acabou sendo uma boa fonte de informação, mesmo você tendo passado anos dizendo às pessoas que não conseguia se lembrar de nada…
Ozzy: O meu problema é memória recente. Não sei se é por causa da idade, mas eu passo o dia subindo e descendo escadas, pensando “pra que porra eu vim aqui mesmo?”. Provavelmente é uma combinação do acidente (Ozzy quase morreu numa queda de quadriciclo em 2004) e minha idade… Eu não sei.Sem Chris Ayes, o cara que fez o “ghostwriting” para mim, ainda estaria na porra da primeira página. Não consigo ficar sentado por cinco minutos. Enfim, chegamos no final e ele me disse que tinha material suficiente para outro livro, apesar de ter achado que ele estava brincando. Então provavelmente chamarei este outro livro de  “I Am Still Ozzy”, ou algo do tipo.

Que conselhos você daria para as jovens bandas que querem viver de música?
Ozzy: Hoje em dia? Puta merda! Outro dia fiquei sabendo que as novas bandas, que acabaram de assinar com suas gravadoras, tiveram que abrir mão de parte de seus direitos autorais, parte do cachê dos shows, parte das concessões… Que porra está acontecendo? Eu não gostaria de estar numa destas bandas hoje em dia. É nojento como eles (as gravadoras) tratam as bandas.

Hoje em dia é mais duro para os músicos do que foi nos anos 60 e 70?
Ozzy: Com certeza. Eu posso dizer que uma coisa da qual tenho orgulho é que o Black Sabbath era quatro caras de Astom, Birminghan – que não é lá tão grande – que tiveram o sonho que se realizou, maior até do que esperávamos. Isto nunca acontecerá novamente, com o mercado de hoje em dia. Hoje você tem que ser uma porra de expert em computador também. Mudou muito. Alguém pode ser a maior coisa do mundo, e no mês seguinte você pensa “o que aconteceu com eles?”. Não existem mais lojas de disco – eles não vendem mais, por causa deste lance de downloads.

Como você aconselharia as novas bandas com relação ao empresariamento? O Sabbath foi roubado por seus empresários no início…
Ozzy: Sabe de uma coisa? Quando éramos jovens queríamos fazer sucesso, não sabíamos que porra estávamos assinando. Não sabíamos nada sobre direitos autorais e coisa do tipo. Agora você pode ir no computador e descobrir como fazer. Você pode abrir seu laptop e descobrir a porra da porcentagem de mercado que um empresário leva. Mas se você chegar lá, terá muita grana para ganhar – e no momento que a grana aparece, as pessoas ficam estranhas. Eu disse para Bill Ward (baterista do Sabbath) uma vez: “Independentemente de termos sido roubados, nosso estilo de vida melhorou 15 mil vezes mais do que era antes”. Nossa vida melhorou muito. Tivemos carros, casas, podemos sair e tomar uma cerveja quando queremos, podemos comprar nosso próprio maço de cigarros, ao invés de um para dividir entre os quatro.

Você se lembra da série “The Osbournes”, na MTV?
Ozzy: Você vai dormir um dia, acorda (no dia seguinte) e o mundo está completamente diferente. Em todo lugar tem porra de câmeras te atacando. As crianças não conseguiram aturar, minha esposa não conseguiu aturar; ela estava com um câncer no cólon. Por um lado foi fenomenal, por outro eu tive que assistir minha família sofrer. Mas nós inventamos uma nova forma de televisão. Nós demos o pontapé inicial para todos estes novos programas. Faríamos novamente? Não sei. Acho que não.

Qual o melhor país para se morar, em sua opinião?
Ozzy: Eu sou meio “anglo-americano” agora. Eu tenho meus filhos na Inglaterra, de meu primeiro casamento, e meus outros filhos nos Estados Unidos. Sou uma porra de viciado em TV… Viciado em sofá…

Viciado em sofá?
Ozzy: Sim. Eu assisto documentários sobre os Estados Unidos. Mas quando fui na Inglaterra, o tempo estava tão maravilhoso que eu saí e comprei um carro esporte para mim (risos).

Em 2005, sua esposa organizou uma chuva de ovos no Iron Maiden quando eles estavam tocando no Ozzfest, supostamente porque o vocalista do Maiden, Bruce Dickinson, fez alguns comentários no palco que ela não gostou. O que você achou disto?
Ozzy: Sabe de uma coisa? Sem eu saber, ele subia no palco todas as noites e me sacaneava. E isto não foi justo. Se ela não gostava da porra da turnê, ele deveria ter dito “estou caindo fora da turnê”, mas subir no palco e me sacanear sem motivo… Eu nunca disse nada de ruim sobre ele. O baixista (Steve Harris) veio até mim no último show e disse “me desculpe por Bruce”, e eu fiquei “sobre que porra você está falando?”. Ninguém tinha me dito nada. Eu disse, “quer saber? Não estou entendendo o que você está falando”.

Então Sharon ficou puta da vida… Não tive nada a ver. Suponho que Sharon tenha ficado furiosa. Irei defender minha esposa até o fim, mas eu não sabia o que estava acontecendo. Mas sabe de uma coisa? O Maiden estava tirando pouca grana no Ozzfest. Se você tem algo para falar para mim, seja homem. Venha e diga em minha cara, “eu acho que você é um babaca”. Não seja um idiota. Isto é tão pateticamente infantil.

Infelizmente o resto da banda teve que sofrer: suponho que tenho ficado putos com ele. Eu nunca tinha falado com o cara… Não, mentira, uma noite eles estavam para entrar no palco, e eu não sabia das coisas que estavam acontecendo, e disse a eles, “bom show para vocês, caras”. Mas eu não gosto disto. Se você não gosta de mim, apenas diga: “Eu não gosto de você. Estou neste festival, mas acho que você é um babaca”. Tudo bem. Mas subir no meu palco e me sacanear – não é justo. Eles não me sacaneavam quando eram pagos cada porra de noite.

Você ficou desapontado em ver as duas maiores bandas britânicas de Heavy Metal se desentenderem?
Ozzy: Até hoje não entendo que porra aconteceu. Simplesmente não entendo. Ir ao Ozzfest e insultar as pessoas… É loucura. Eu realmente acho que ele (Bruce Dickinson) precisa de um psiquiatra, se ele realmente fez isto. Ele é louco. É uma porra de irresponsabilidade fazer aquilo. Sharon ficou muito puta com aquele babaca.

Você recentemente embarcou numa disputa judicial com seu companheiro de Sabbath, Tony Iommi, sobre os direitos do nome “Black Sabbath”. Isto já está resolvido?
Ozzy: Sim. Foi algo que tive que fazer, porque me foi dito que nomes de bandas, como Deep Purple, Led Zeppelin e Black Sabbath, são marcas – como vinhos, cervejas, roupas, logomarcas – e eu queria minha parte do bolo, então não tive alternativa.

É possível processar uma pessoa e ainda continuar amigo dela?
Ozzy: Eu falei com Tony quando voltei (para a Inglaterra). Negócios e amizades são completamente diferentes, e eu amo aqueles caras – todos eles.

Você está sóbrio hoje em dia?
Ozzy: Sim. Não bebo, não fumo e não uso drogas.

O que você diria aos garotos que querem saber se deveriam experimentar drogas?
Ozzy: Não sou a pessoa certa para se perguntar isto. Tudo que posso dizer é que eu experimentei quando era jovem e quase… Como estou aqui, falando com você agora, eu realmente não sei. Não acho que seja uma boa idéia… Eu não uso mais e gosto muito mais de minha vida sem as drogas. Eu costumava achar que não iria me divertir fazendo música se não estivesse chapado, mas isto não funciona. Está fora de questão. A disponibilidade hoje é muito maior do que costumava ser. Por exemplo, eu tenho uma casa na Inglaterra perto de Beaconsfield, que uma porra de uma aldeia destas de fotografias de cartão postal, e um dos moradores estava falando comigo um dia e disse, “Toda sexta e sábado a noite, a cada 10 garotos que vemos, nove estão carregando crack ou qualquer outra merda”. É assustador. É como se fosse a moda hoje em dia. Cocaína, quando eu era jovem, você tinha que conhecer alguém, que conhecesse alguém, que conhecesse alguém. Agora você consegue arranjar numa porra de bar.

A maconha deveria ser legalizada?
Ozzy: Eu acho que não. Não acho que fumar um monte de maconha irá te matar, até,porque você não consegue fumar tantos cigarros de maconha, como fuma cigarros normais. Você pode dar uns tapainhas, mas haveria muita comida sendo detonada.

Anúncios

Ações

Information

14 responses

30 07 2010
anacleto

grande ozzy

30 07 2010
Gabriel Gonçalves

Tudo beleza, Anacleto? Ozzy realmente é foda! Como falei antes, gosto das entrevistas com estas caras veteranos, porque eles não ficam com frescura. Falam o que sentem e pronto. Obrigado pela visita e volte sempre!

1 08 2010
Carol Dimitruk

Disse tudo!

1 08 2010
Gabriel Gonçalves

Olá, Carol! Obrigado pela visita e volte sempre!

30 07 2010
wesley

O cara ta milionário e processa os antigos amigos de banda por causa de uma porra de nome de banda que ele nem faz mais parte e o Bruce que é o babaca? Ninguem sabe o que rolou no ozzfest mas todos sabem que essa esposa do ozzy é uma puta gananciosa, o coitado é um fantoche na mão dela.Com certeza ela aprontou uma brava pra cima do Maiden,todos conhecem o bruce ele nunca foi de brigar a toa e o harris se realmente pediu desculpas foi porque é um cara muito calmo e não quis arrumar confusão pois sabia que o coitado do ozy nem sabe onde esta.

30 07 2010
Gabriel Gonçalves

Fala, Wesley, tudo beleza? Assim, cara, é fato que Ozzy tem dinheiro que não acaba mais, mas o Tony Iommi também tem – então se um está errado em processar, ou outro também está em não abrir mão de parte dos direitos. Quanto ao “Ozzfest”, realmente o problema é mais complicado. Nunca saberemos o que de fato aconteceu, mas que ficou feio para Ozzy e para Sharon, isso ficou. Concordo que os caras do Maiden não são chegados numa briga, principalmente Steve Harris, mas não vamos esquecer que Bruce é meio esquentado: quem não se lembra do lance dele com o Nikk Sixx, do Motley Crue, que, especula-se, inspirou Bruce a compor a música “Tattooed Millionaire” (ao que se sabe, Sixx fez miséria com a esposa de Bruce, que lançou a música escrachando a galera do Hard Rock de Los Angeles, os milionários tatuados). Então, neste lance do Ozzfest, acho que ninguém nunca vai saber o que realmente aconteceu (a não ser eles mesmos), mas que ficou feio pro Ozzy e para a Sharon, ficou. Grand abraço, meu velho, e volte sempre!

30 07 2010
wesley

Porra esse Nikk Sixx merecia uma mesmo, até hoje o bruce tem fama de corno.kkk

30 07 2010
Gabriel Gonçalves

rs… Sacanagem mesmo. Mas no livro do Nikk Sixx, “Diários de Heroína”, ele alega não saber que a mulher era a esposa de Bruce. Ele disse que a figura entrou no quarto dele e caiu matando, e ele não sabia quem era, rs. Mas, enfim, Bruce até hoje ficou com a fama, rs… Abraço, meu velho!

31 07 2010
Marcos Gonçalves

eheheheh. Eu só fico tentando imaginar. Acho que o Bruce deve ter ficado imitando os trejeitos do Ozzy ou coisa do gênero.

31 07 2010
Gabriel Gonçalves

E aí meu velho! Na verdade, na época, Bruce vinha dando declarações meio que escrachando o “The Osbournes”, dizendo que não sabia como um cara como Ozzy se prestava a participar de um lance ridículo como aquele, etc. Durante os shows, realmente não sei o que ele fez, mas lembro que na época, uma das acusações que a Sharon fez foi de Bruce ter empunhado a bandeira da Inglaterra durante uma canção, enquanto o exército americano também estava na guerra. Provavelmente foi o ato que Bruce sempre faz em “The Trooper”, e com esta declaração ela mostrou não conhecer o show da banda que contratou pro “Ozzfest”. Enfim, realmente não consigo imaginar o que Bruce fez, mas se você procurar pela net, você encontra várias fotos dos caras do Iron todos sujos de ovo, com casca presa no cabelo, etc. Baixaria total! Abração, meu velho!

2 08 2010
Stranger_Land

Ozzy é foda….rsrsrs!
Pelo que me lembro na época, no começo do show já sabotaram o som do Maiden. Porque, afinal de contas, quem leva ovos em um show de metal?! A não ser que seja uma atitude já programada, como foi no evento.

Enfim, acho que aquela reunião do ” Big Four ” do metal não vai rolar hein kra…rsrsrs
Abração!!!

2 08 2010
Gabriel Gonçalves

rs… É verdade! A não ser que a Sharon morra antes que o Ozzy, rs (sacanagem). Bom, coloca o Manowar, então… Abração, meu velho!

12 01 2011

Ozzy não fuma,não bebe e nem usa droga ? ahahauahauahauahaua (duvido que ele ainda nao fume ao menos uma carreirinha escondido)
Dava pra ver que em quase todos os episódios de “The Osbournes” ele tava chapado,KKK

Além de véi, ainda é mintiroso,ahauahauahauahauahaua

12 01 2011
Gabriel Gonçalves

Fala, Lú! Pelo livro dele, lançado no ano pasado, ele tá limpo, do jeito dele, mas está. Só uma correção, uma carreirinha não se fuma, se cheira, rs. E o “The Osbournes” terminou há seis anos, e quem tem algum conhecimento sobre os efeitos das diferentes drogas, percebe claramente que Ozzy estava goiabão ali, por causa da quantidade de remédios que tomava. Se ele tivesse usando cocaína, estaria muito mais ativo, elétrico, etc, porque este é o efeito da coca; enquanto a maconha funciona como um tranquilizante leve e a heroína como um tranquilizante pesadíssimo. No livro dele, ele abre o jogo quanto a tudo, fala de todas as merdas que fez, então não sei que motivo ele teria para mentir justamente no fim do livro, já que já havia entregado o outro bem antes. O problema é que o abuso ao longo dos anos deixa sequelas permanentes, e são elas que deixaram Ozzy com dificuldade para caminhar, etc. Bjão e volte sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: