JAGGER, CLAPTON E RINGO PARTCIPAM DE NOVO ÁLBUM DE JERRY LEE LEWIS

15 07 2010

Fonte: Rolling Stone

Em 1968, Jerry Lee Lewis retornou – após uma década sendo achincalhado na imprensa – quando lançou o hit Country “Another Place Another Time”. O sucesso foi o primeiro de 30 que entrou no Top Ten de Country Music, o single “To Make Love Sweeter For You”, que alcançou o primeiro lugar. A lenda, que hoje tem 74 anos, retornará a este gênero pela primeira vez em décadas, com seu mais novo álbum, “Mean Old Man”.

Capa do "Mean Old Man".

Assim como no seu último disco, “The Last Man Standing”, de 2006, Lewis reúne um time de lendas do Rock n’ Roll que fazem participações nas faixas. Desta vez, gente como Ringo Starr, Eric Clapton, a comissão de frente dos Stones – Mick Jagger, Keith Richards e Ronnie Wood – e muitos outros. 

Keith Richards toca guitarra no clássico Country dos Stones, “Sweet Virgina”, enquanto Mick canta “Dead Flowers” – outro tema dos Stones com uma pegada Country. Ronnie Wood contribui na faixa “Mean Old Man”, uma canção que o ator, músico e amigo de Jerry, Kris Kristofferson, compôs para o disco. Eric Clapton e James Burton tocam guitarra em “You Can’t Have Her”. Ringo Starr e John Mayer aparecem em “Roll Over Beethoven”, enquanto as lendas do Country, Marle Haggard e Willie Nelson, cantam em “Swinging Doors” e “Whiskey River”, respectivamente. Kid Rock e Slash dão as caras em “Rockin’ My Life Away”.

O álbum, que será lançado em duas versões – uma edição padrão com 10 faixas e uma de luxo com 18 canções – foi produzido por Jim Keltner e Steve Bing e gravado em Memphis e Los Angeles. O trabalho será lançado no dia 7 de setembro.

Lewis começou sua carreira como compositor de hits Rock n’ Roll nos anos 50, como “Great Balls of Fire” e “Whole Lotta Shakin’ Going On”. O artista foi “abandonado” por disc jockeys e gravadoras em 1958, depois que a imprensa descobriu que ele casou com sua prima de 13 anos de idade. Em 2006, quando a revista Rolling Stone traçou seu perfil, o pianista se mostrou muito grato pelos fãs de Country terem dado uma segunda chance a ele. 

“Meus fãs nunca pararam de me amar”, disse. “Eles sempre vieram aos shows. Eles nem sempre tiveram meus discos, porque Sam Phillips (Sun Records) perdeu todos os distribuidores e não lançou mais nada. Quando fui para a Mercury Records em 1963 e passei a gravar um pouco de Country, meu estilo de Country, e algum Rock n’ Roll também, uma das canções – ‘Another Place Another Time’ – vendeu um milhão de cópias. Isto mostra que algo estava errado”.


Ações

Information

6 responses

16 07 2010
karin

Quero ouvir!

16 07 2010
Gabriel Gonçalves

Eu também, rs! Deve estar fantástico, assim como foi o “The Last Man Standing”.

19 07 2010
Marcos Gonçalves

Pobre Jerry. Com o Mick por perto a coisa vai dar uma zica danada.

19 07 2010
Gabriel Gonçalves

rs… Acho que na música ele traz tanta sorte que no resto só dá azar, rs. Mas com música o homem é quase infalível. Abração, Marquêra!

13 02 2011
TERESA

Este é uma figura, uma lenda…

13 02 2011
Gabriel Gonçalves

É verdade, Teresa! Dos caras dos anos 50, Jerry é um dos ues preferidos com ceretza. Ainda não consegui escutar o álbum novo dele, “Mean Old Man”, mas o anterior a este, “The Last Man Standing”, na minha opinião foi um dos melhores discos da década passada. Fiquei puto, porque perdi o show dele aqui em SP em 2009 – espero que ele volte para cá pelo menos mais uma vez. Bjão!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: